Vinho Verde: afinal, o que é? - Qualimpor
Vinhos 08/07/20

Afinal, o que é vinho verde?

Quando se fala em vinho verde, qual seu primeiro pensamento ou impressão sobre este tipo de vinho? Apesar do nome, o vinho verde pode ser branco, rosé, tinto e até mesmo espumante. E por que ele leva este nome? Devido a região onde eles são produzidos, a região dos Vinhos Verdes, em Portugal.

A região dos vinhos verdes é a maior denominação de Portugal, com uma área de 21.000 hectares, que representa 15% da área vitícola nacional. Trata-se de uma região de colinas e montanhas, entro o Douro e o Minho, e com uma paisagem de tonalidades verdes com vegetação exuberante. Seu clima tem forte influência atlântica e com chuvas frequentes.

Contudo, o nome Vinhos Verdes não se deve apenas ao meio onde crescem as vinhas: é nesta região que se produz um vinho tipicamente acidulado, leve, medianamente alcoólico e de ótimas propriedades digestivas.

A Quinta do Ameal é uma propriedade histórica de 30 hectares, situada no Vale do Rio Lima, no coração da Região Demarcada dos Vinhos Verdes. Ela foi pioneira na afirmação da casta Loureiro e da sua capacidade para produzir vinhos brancos de qualidade mundial.

Dentre os vinhos produzidos podemos destacar o Bico Amarelo, produzido com as uvas Alvarinho, Loureiro e Avesso. Com aromas florais e frutados, tem um excelente corpo, sabor macio e fresco. Já o Clássico Loureiro, é produzido com 100% da uva Loureiro. Também apresenta aromas floral e frutado, cominados e equilibrados, que são resultado da uva bem madura.

Em 2019, a Quinta do Ameal foi adquirida pelo Esporão. Com esta aquisição, enriquece o seu portfólio com a oferta de Vinhos Verdes de alta qualidade. A vinícola é uma referência nos vinhos da região e partilha valores com o Esporão: a diferenciação e elevada qualidade de produto, métodos de produção orgânicos e um portfólio completo onde se inclui o Enoturismo.

Gostou? Para conhecer outros rótulos de vinhos verdes da Quinta do Ameal, só clicar aqui.